28 de janeiro de 2017

LOOK: ANABELA

Sabadinho chegou e aqui estamos nós novamente com mais um look. Mas antes de dar inicio ao assunto principal, quero deixar um recadinho: quem me acompanha lá no canal sabe que não estive muito bem nos últimos dias, então já aproveito esse post para agradecer a todos que me mandaram mensagens me desejando melhoras. Já estou melhor! Obrigada! <3
E agora, continuando... Preciso deixar claro que esse look não pesava mais que 500g, com certeeeza! E é daqueles looks perfeitos para dias quentes e sem vento - porque o comprimento do vestido não permite vento demais, sabem como é né? hahahahaha

Apesar de eu ter usado esse look durante o dia, nada me impediria de usa-lo durante a noite em uma festa, por exemplo. As estampas do tecido são escuras e remetem essa pegada mais noturna, a sandália Anabela da La Lia maria é extremamente leve e confortável, ideal para dançar e aguentar a pose em cima do salto durante horas! Aliás, o conforto da sandália foi a minha primeira observação no momento que coloquei nos pés, achei impressionante!

Vou contar um segredo para vocês, esse vestido é um ciganinha e o grande truque da vez foi guardar as mangas para o lado de dentro do vestido e usar somente as alças. Mas isso só foi possível porque na parte do decote o vestido tem um elástico, então ficou tudo bem preso sem mostrar que havia um truque de mestre por alí.
Miga, se bater o frio é só puxar as mangas pra fora e vestir que o problema está resolvido! hahahahah 


E pra fechar o look usei esse brincão, pra dar um tchan a mais no look. A make também estava forte, com esse batom mate maravilhoso da Avon na cor cereja.

E aí, gostaram? 

Aproveitem que a La Lia Maria sempre tem precinhos de amiga e ainda disponibilizou 10% de desconto usando o cupom MAYFURTADO, então quem gostou desse modelo de sandália é só correr lá na loja www.laliamaria.com.br e garantir a sua! 

Beijooooooo!

Um comentário:

  1. Lui, rimanendo in casa Rolex è davvero il massimo. Non rolex replica tanto perché è caro e soprattutto introvabile, ma per il fascino e la sua sportività. E pensare che sino all’arrivo alla fine degli anni 80 del primo modello a carica automatica – 16520 con movimento Zenith – non li voleva quasi nessuno e i concessionari Rolex facevano orologi replica sconti su sconti pur di toglierseli di mezzo.
    Questo Daytona è realizzato in Oystersteel 904L, un acciaio che con le lavorazioni Rolex brilla come un diamante. La referenza 116500LN segna anche l’esordio replica rolex della lunetta Cerachrom nella collezione che oltre alla sua robustezza ha per me avuto il merito di esaltare la versione con il quadrante bianco, con la lunetta in acciaio forse un po’ anonima.
    Anzi, lo sceglierei proprio con quadrante bianco per questo originale abbinamento “Panda”. Per averlo ci vogliono almeno tre anni e soprattutto repliche rolex un concessionario onesto che ti metta in una reale lista di attesa. Ma come poi capita ne arrivano così pochi che com’è anche normale tra tutti coloro che lo ordinano a imitazioni rolex essere privilegiati sono sempre i clienti più affezionati.

    ResponderExcluir